Pesquisar neste blogue

Número total de visualizações de página

terça-feira, 31 de julho de 2012

Países com maior probabilidade de serem atingidos por um asteróide

Londres: num novo estudo, os cientistas identificaram os países que têm mais probabilidade de ser mais atingida pelo dano catastrófico causado por asteróides. E a Índia é um deles.

Pesquisa da Universidade de Southhampton identificaram pela primeira vez aqueles que sofrerão perda catastrófica de vida ou ser aleijado então será quase impossível para a sua recuperação.
Em geral, os 10 países com maior risco são: China, Indonésia, Índia, Japão, os EUA, Filipinas, Itália, Reino Unido, Brasil e Nigéria.
Largo da NASA Campo Explorador Infrared Survey tem amostrados 107 "potencialmente perigosas" de asteróides perto da Terra - 330ft de largura ou maior - para fazer estimativas sobre quantos estão lá fora - e é uma figura aterrorizante 47.000.
A pesquisa WISE agora estima que existam 47.000 "potencialmente perigosas" de asteróides.
Os PHAs (asteróides potencialmente perigosos) têm as órbitas próximas à Terra, vindo dentro de cinco milhões de quilômetros e eles são grandes o suficiente para sobreviver passar pela atmosfera terrestre e causar danos em uma regional, ou maior escala.
Os novos resultados vêm da parte de asteróide-caça da missão WISE, chamado NEOWISE.
O projeto amostrados 107 PHAs para fazer previsões sobre toda a população como um todo.
Achados indicam que há cerca de 4.700 PHAs, mais ou menos 1.500, com diâmetros maiores do que 330 pés. Até agora, um por cento 20-30 estimada desses objetos foram encontrados.
Os cientistas também elaboraram uma tabela classificativa dos países que serão mais afectadas em caso de um asteróide.
Eles identificaram pela primeira vez aqueles que sofrerão perda catastrófica de vida ou ser aleijado assim, será quase impossível para a sua recuperação.
A lista foi compilada pelos pesquisadores da Universidade de Southampton usando software chamado chamado NEOimpactor, abreviação de NASA "Neo" ou Perto programa Earth Object.
"A análise NEOWISE nos mostra que fizemos um bom começo para encontrar os objetos que realmente representam um perigo de impacto para a Terra", o Daily Mail citou Lindley Johnson, executivo do programa para o Programa de Observação Near-Earth Object na sede da NASA em Washington, como dizendo.
"Mas nós temos muitos mais para encontrar, e vai demorar um esforço concentrado durante o próximo par de décadas para encontrar todos eles que poderia causar sérios danos ou ser um destino de missão no futuro", disse Johnson.



Tabela Medalhas dos Jogos Olímpicos de Londres 2012

Esta é a Tabela Medalhas dos Jogos Olímpicos de Londres 2012:
(Atualizado 30 de Julho 23h)

C - País - O - P - B - T
1 - China - 9 - 5 - 3 - 17
2 - Estados Unidos - 5 - 7 - 5 - 17
3 - França - 3 - 1 - 3 - 7
4 - Coreia do Norte - 3 - 0 - 1 - 4
5 - Itália - 2 - 4 - 2 - 8
6 - Coreia do Sul - 2 - 2 - 2 - 6
7 - Rússia - 2 - 0 - 3 - 5
8 - Cazaquistão - 2 - 0 - 0 - 2
9 - Japão - 1 - 4 - 6 - 11
10 - Austrália - 1 - 2 - 1 - 4
11 - Romênia - 1 - 2 - 0 - 3
12 - Brasil - 1 - 1 - 1 - 3
12 - Hungria - 1 - 1 - 1 - 3
14 - Países Baixos (Holanda) - 1 - 1 - 0 - 2
15 - África do Sul - 1 - 0 - 0 - 1
15 - Geórgia - 1 - 0 - 0 - 1
15 - Lituânia - 1 - 0 - 0 - 1
18 - Colômbia - 0 - 2 - 0 - 2
19 - Grã-Bretanha - 0 - 1 - 2 - 3
20 - Cuba - 0 - 1 - 0 - 1
20 - México - 0 - 1 - 0 - 1
20 - Polônia - 0 - 1 - 0 - 1
20 - Tailândia - 0 - 1 - 0 - 1
20 - Taipé Chinês (Taiwan) - 0 - 1 - 0 - 1
25 - Ucrânia - 0 - 0 - 2 - 2
26 - Azerbaijão - 0 - 0 - 0 - 0
26 - Bélgica - 0 - 0 - 1 - 1
26 - Canadá - 0 - 0 - 1 - 1
26 - Eslováquia - 0 - 0 - 1 - 1
26 - Índia - 0 - 0 - 1 - 1
26 - Indonésia - 0 - 0 - 1 - 1
26 - Moldávia - 0 - 0 - 1 - 1
26 - Mongólia - 0 - 0 - 1 - 1
26 - Noruega - 0 - 0 - 1 - 1
26 - Sérvia - 0 - 0 - 1 - 1
26 - Uzbequistão - 0 - 0 - 1 - 1

domingo, 29 de julho de 2012

Coliseu de Roma em risco de Tombar

O Coliseu de Roma, em Itália, está a tombar de um lado: o sul do edifício milenar tem menos 40 cm do que o lado norte, e os especialistas dizem que precisa de intervenção rápida, semelhante àquela que foi feita na Torre de Pisa.


O coliseu, que serviu de palco de batalhas de vida e morte por parte dos gladiadores, vê-se em perigo depois dos especialistas terem detectado o desnível há cerca de um ano e do profesor Giorgio Monti ter alertado para a possibilidade do edifício ter uma racha na base do anfiteatro.
Preocupada, a directora do Coliseu, Rossella Rea, encomendou um estudo preliminar à Universidade La Sapienza, de Roma, que se espera estar concluído dentro de um ano. Segundo Giorgio Monti, é demasiado cedo para saber que tipo de intervenção será necessário em Roma.
A Torre de Pisa, que foi reaberta em 2001 depois de mais de uma década de encerramento, pode agora ser visitada com segurança pelos turistas e, segundo os técnicos que trataram da sua reabilitação, tornou-se completamente

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Maior degelo de sempre na Gronolândia

Maior degelo de sempre na Gronelândia

Cerca de 97% da superfície da camada de gelo que cobre a Gronelândia derreteu este mês, o degelo mais vasto de que há registo nos 30 anos de observações de satélite da ilha, alertou a NASA.
A conclusão dos cientistas baseia-se em imagens captadas por três satélites diferentes, segundo as quais o degelo foi particularmente rápido entre os dias 8 e 12 de julho.
Durante esses quatro dias, a área derretida passou de 40% do total da superfície da camada de gelo para 97%, o que significa que a quase totalidade da camada sofreu algum derretimento - 
desde as extremidades finas próximas da costa até ao centro, com mais de três quilómetros de espressura.
Num comunicado divulgado no site da NASA na terça-feira, os cientistas admitem que a diferença entre as imagens do dia 8 e do dia 12 era tão grande que pensaram haver algum erro.
"Era tão extraordinário que no início questionei o resultado: era mesmo real ou devia-se a um erro dos dados?", diz Son Nghiem, do laboratório de propulsão a jato da NASA em Pasadena.
Os investigadores afirmam que, num verão normal, cerca de metade da superfície da
camada de gelo da Gronelândia derrete e, enquanto nos pontos mais elevados a água volta rapidamente a congelar, perto da costa alguma da água é retida pelo gelo e o resto perde-se no oceano.
Mas este ano a extensão do degelo na superfície ou perto dela aumentou dramati
camente, alertam os cientistas, que ainda não determinaram se este descongelamento irá afetar o volume total de perda de gelo e contribuir para a subida do nível do mar.

Vaga de ar quente

Este foi o segundo acontecimento invulgar na Gronelândia em poucos dias, depois de um icebergue do tamanho da ilha de Manhattan se ter separado do glaciar de Petermann, mas os cientistas consideram mais grave o degelo.
Lora Koenig, especialista em glaciares no centro Goddard da Nasa, diz que degelos rápidos como este acontecem todos os 150 anos, mas avisou que o derretimento deste ano pode t
er vastas implicações.
"Se continuarmos a observar eventos como este nos próximos anos, será preocupante", disse.
As consequências mais imediatas poderão ser o aumento do nível do mar e o aqueci
mento do Ártico. Os cientistas atribuem um quinto do aumento total do nível do mar - que é de três milímetros por ano - ao derretimento da camada de gelo da Gronelândia.
O climatólogo Thomas Mote, da Universidade da Georgia, admite que este degelo extremo se deva a uma cúpula de calor que cobriu a Gronelândia entre 8 e 16 de julho ou a uma vaga de ar quente particularmente forte.


Estas duas imagens, captadas por satélites da NASA, têm apenas quatro dias de diferença. A da esquerda data de 8 de julho e a da direita de dia 12












Estas duas imagens, captadas por satélites da NASA, têm apenas quatro dias de diferença. A da esquerda data de 8 de julho e a da direita de dia 12 .
NASA
     

sábado, 21 de julho de 2012

Incêndio em Tavira


 O incêndio que lavra na serra do Caldeirão, em Tavira e São Brás de Alportel, causou seis feridos ligeiros entre os bombeiros e consumiu cinco habitações na sexta-feira, disse à Lusa o segundo comandante dos Bombeiros de Lagoa.


“O fogo causou seis feridos entre os bombeiros. Todos eles já tiveram alta hospitalar”, disse o segundo comandante dos Bombeiros de Lagoa, Nuno Bento.

A mesma fonte informou que cinco habitações foram consumidas pelas chamas, quatro no concelho de Tavira e uma no concelho de São Brás de Alportel, e que uma viatura dos bombeiros ardeu no teatro de operações.

O incêndio em mato que atinge os concelhos de Tavira e de São Brás de Alportel continuava às 08h00 de hoje activo em duas frentes, segundo a Protecção Civil, que accionou oito meios aéreos para reforçar o combate.

Às 07h00 a Autoridade Nacional da Protecção Civil (ANPC) accionou quatro helicópteros bombardeiros pesados, dois aviões bombardeiros médios anfíbios e dois aviões bombardeiros pesados.

A essa hora, mantinham-se no combate 1040 operacionais, entre os quais 707 bombeiros e 30 membros do grupo de intervenção da GNR.

Os homens estavam a ser ajudados por 260 veículos e um helicóptero de ataque inicial.

O ar em São Brás de Alportel está praticamente irrespirável, com muito fumo, e muitos moradores a circulam pela rua com máscaras na cara. A cinza é trazida pelo vento para a cidade e anda no ar, provocando ardores nos olhos das pessoas.

O incêndio começou no concelho de Tavira às 14h10 de quarta-feira.

Até ao momento, não foi apurada a totalidade da área ardida.

Concelhos de Portugal continental em “risco máximo”

Vinte e dois concelhos de Portugal continental estão hoje em “risco máximo” de incêndio, o mais grave de uma escala de cinco, informa o Instituto de Meteorologia (IM).

O distrito da Guarda é que tem mais concelhos em risco máximo de incêndio (sete), seguido de Coimbra (quatro), Castelo Branco, Leiria e Viseu (todos com três), Santarém (dois) e Faro (um).

Segundo o Instituto de Meteorologia, estão ainda em “risco muito elevado” de incêndio 83 concelhos de Portugal Continental.


O risco de incêndio, determinado pelo IM, engloba cinco níveis, variando entre “reduzido” e “máximo”.
O cálculo é feito com base nos valores, observados às 13h00, da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação ocorrida nas últimas 24 horas.

O IM prevê para hoje céu pouco nublado ou limpo, com o vento a soprar em geral fraco (inferior a 20 km/h) do quadrante norte, soprando moderado (25 a 35 km/h), de noroeste no litoral oeste em especial durante a tarde e a sul do cabo Carvoeiro e de sudoeste no sotavento algarvio durante a tarde.

Prevê-se ainda neblina ou nevoeiro matinal no litoral da região Centro e uma pequena subida da temperatura máxima.

As temperaturas máximas esperadas para hoje são de 30ºC em Lisboa, 24ºC no Porto e 31ºC em Faro.

Notícia actualizada às 09h00

domingo, 8 de julho de 2012

Cheias Rússia

O número de vítimas mortais das cheias no sul da Rússia subiu para 155, tendo também sido hospitalizadas 80 pessoas, informa o Ministério russo do Interior neste domingo.

Porém, as autoridades não excluem a possibilidade de o número de vítimas mortais continuar a aumentar.

No distrito de Krasnodar, um dos mais afetados, as inundações foram provocadas por chuvas intensas, segundo a versão oficial, que caíram na sexta-feira e no sábado.

Mas o Comité de Investigação da Rússia admitiu, neste domingo, ter havido descargas de albufeira. «Foram feitas descargas automáticas durante 13 horas, mas ainda é cedo para afirmar que essa foi a causa das inundações», revelou Ivan Senguerov, citado pela agência Ria-Novosti.

A água inundou mais de cinco mil habitações, onde vivem mais de 26 mil pessoas.

O Ministério para Situações de Emergência da Rússia anunciou que falta ainda vistoriar 1/5 das áreas atingidas pelas inundações.

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, decretou o dia 9 de julho, segunda-feira, de luto nacional pelas vítimas.

Vaga de calor-Estados Unidos da América


As temperaturas nos Estados Unidos começaram a descer neste domingo e vão continuar a arrefecer nos próximos dias. Mas a onda de calor que atingiu o pico no sábado e que assolou a costa Leste do continente, já deixou a sua marca, matando, pelo menos, 42 pessoas.


A esperada bonança depois da tempestade não aconteceu. O mau tempo e ventos fortes que provocaram acidentes e estragos nos estados da costa Leste dos EUA, no final de Junho, foram substituídos por um calor insuportável que, no sábado, atingiu os 40,5 graus celsius no estado de Washington DC.

Neste domingo, a temperatura já diminuiu para os 37,2 graus, segundo a agência France Press. A onda de calor também atingiu os estados de Chicago, Virgínia, Maryland. Dez pessoas morreram em cada um destes estados. Três pessoas morreram em cada um dos estados de Wisconsin, Ohio, Pensilvânia. No estado do Indiana, uma bebé de quatro meses não sobreviveu depois de ficar durante “um período de tempo prolongado” dentro de um carro, perto da sua casa em Greenfield, segundo uma notícia da BBC News.

Em vários destes estados continuava a não haver electricidade em mais de 400.000 lares, uma semana depois da tempestade. Embora o problema já tivesse sido resolvido a alguns milhões de clientes, a falta de energia impediu que os aparelhos de ar condicionado funcionassem, situação que esteve relacionada com algumas das mortes.

Tempestade, outra vez

Os próximos dias prometem, outra vez, chuva e tempestades para aquela região dos Estados Unidos, devido a uma frente fria vinda do Canadá. “Espera-se mau tempo, que inclui vento forte, a acompanhar a frente fria”, explicou o serviço de meteorologia. Não está descartada a hipótese de tornados isolados e granizo.

Por enquanto os americanos continuam a sentir as temperaturas altas. Em Chicago o termómetro atingiu os 38 graus três dias seguidos. Em Washington, muitas pessoas resolveram arrefecerem-se dirigindo-se para as piscinas públicas.

De acordo com a CNN, nos últimos 30 dias, mais de 4500 recordes máximos de temperaturas foram registados no país. Uma bolsa de ar quente sobre várias porções do país tem impedido a entrada de ventos mais frios, mantendo as temperaturas altas e uma humidade superior ao normal, com o ar estagnado.



sábado, 7 de julho de 2012

Descoberta

Fizeram uma descoberta que pode explicar como se criaram os planetas, as estrelas e até a vida.